.posts recentes

. Política de Rendimentos p...

. Política de Rendimentos p...

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. AGENDA SOCIAL

. Desemprego 2006

. O DESGOVERNO DA SEGURANÇA...

. OE 2007 - Assim não saímo...

. Contradições!

. INCOMPETÊNCIA

.arquivos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.Visitas
online
Sábado, 22 de Julho de 2006
Os construtores do Futuro Ideal…
Começo esta missiva por reiterar os meus agradecimentos ao PS de Chaves, na pessoa do seu presidente, o facto de me ter despertado do sono profundo e prolongado no qual me encontrava, e de ter simultaneamente contribuído para a minha reinserção na “escrita” activa, pois, passada que está a grande conferência de Imprensa por sua excelência proferida ao melhor estilo de um combate promovido pela “World Wrestling Entertainment”, ansiosamente aguardo por outra qualquer iniciativa, a qual certamente, e fruto da sua “irreverente juventude”, me dará muita matéria para escrever…a ver vamos. Passada, emitida e registada que está a minha indignação por tal conferência de imprensa e “modus operandi” do PS de Chaves, é de “irreverência e juventude” que hoje quero falar.
Na busca de informação sobre o nosso Burgo Flaviense em geral, e sobre a política em particular, alguns invejosos muito caceteiros e pouco boleiros, sopraram-me ao ouvido, em tom de segredo, que a Juventude Social Democrata de Chaves tinha um novo líder, um novo presidente, uma nova comissão política. Confesso que a principio julguei tratar-se de um “boato” da oposição, na medida em que eu, pelo menos nos últimos combates políticos, não dei pela sua existência, nem do líder da JSD nem da estrutura em si…mistério!
Ao melhor estilo de Hercule Poirot, fui investigar se tais factos correspondiam à verdade colocando desde logo três grandes questões….a JSD existe?...se existe, quem é o responsável pelo seu “desaparecimento”?...se existe tal responsável, a quem compete agora faze-lo “desaparecer” a ele?...mistério! Rapidamente conclui que não seria necessário perder muito tempo para obter resposta a estas três grandes questões, pois a JSD existe, moribunda, destroçada, desmobilizada, mas existe, bateu no fundo, quanto ao responsável por tal situação, digo apenas, com alguma mágoa, que enquanto o seu “umbigo” for do tamanho do mundo, ele próprio se auto apagará, sem ser a picos, fino ou grosso, tal como fez à JSD durante o seu mandato…não há mistério algum, é mera constatação.
Passado é passado, urge renovar, urge mobilizar, urge dar juventude à juventude, e ao novo líder da JSD compete tão só e apenas dar um passo em frente nesse sentido, sem fantasmas, sem preconceitos, sem comparações com o passado, sem submissão política, ao serviço de todos e particularmente da juventude e seus anseios, num verdadeiro espírito de serviço público, pois devem, ele e a sua comissão, ter sempre presente que a actividade política é uma actividade voluntária exercida por cidadãos que se dispõe a servir outros cidadãos, sempre conscientes que os fins não justificam os meios, na medida em que, na política como na vida, só é aceitável aquilo que contribui para que se atinja o fim e que não represente a negação deste, na certeza que não se constrói uma nova sociedade utilizando-se simultaneamente os recursos predominantes na velha estrutura social.
Tudo isto se pede à nova Comissão Política da JSD de Chaves e ao seu actual líder, pois tal como nos revelam os ensinamentos de Maquiavel, a política deve-se preocupar essencialmente com as coisas tal como são, com toda a sua crueza, e não com as coisas como deveriam ser, com todo o moralismo que lhe é subjacente.
Exige-se acção e não reacção, exige-se um novo projecto político para a Juventude em geral e a Flaviense em particular, pois tal como dizia Max Weber, “defender a política não significa abdicar da sua critica”, por isso sejam críticos, sejam jovens.
Boa sorte Juventude e bom trabalho.
Termino com uma mensagem proferida pelo saudoso Emídio Guerreiro.
«Tende sempre o espírito crítico, para vós não deve haver tabus. Dentro do respeito que mereceis, vós mesmos deveis criticar impiedosamente tudo quanto existe. Sim. Criticar sem receio de que vos chamem demolidores. Vós sois demolidores do mal, vós sois os construtores do futuro ideal.»
Emídio Guerreiro, antigo Secretário-Geral do PPD.

Tenho dito.

Chaves
Gonçalo Dias
publicado por FlaviusII às 12:03
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds