.posts recentes

. Política de Rendimentos p...

. Política de Rendimentos p...

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. AGENDA SOCIAL

. Desemprego 2006

. O DESGOVERNO DA SEGURANÇA...

. OE 2007 - Assim não saímo...

. Contradições!

. INCOMPETÊNCIA

.arquivos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.Visitas
online
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2006
O Balanço!!!
Bem, chegamos ao fim! Ao fim de mais uma corrida para uma eleição, desta vez a Presidencial. È lícito e coerente que nesta altura se faça um balanço, não só dos candidatos e das suas ideias, mas também do que eles representam. Quanto aos candidatos e as suas ideias esta tudo dito e escalpelizado na imprensa.
O que parece que não é tão óbvio para as pessoas é o que estes senhores representam, e se eles efectivamente representam, representam mal ou não representam uma dicotomia entre direita e esquerda.
Vistas as coisas à luz deste binómio, podemos afirmar com alguma convicção que existe uma grave e profunda crise de identidade política no nosso país.
Alguém pode acreditar que a direita se esgota no Prof. Cavaco Silva, que ele por si só e tal como nos quer fazer querer, representa a social democracia? Não, quanto muito representa os grupos de interesses e os telecomandados que o rodeiam.
E a esquerda, são estes senhores que a representam? São eles que representam a igualdade social e a luta das classes operarias? È o obsoleto Mário Soares ou o fantasista Manuel Alegre que podem pugnar por uma justiça social? E o que dizer dos ortodoxos Jerónimo de Sousa que parou no tempo e Francisco Louça que se fosse eleito tornaria este país o paraíso dos “vícios”.
São estes os políticos que temos, talvez porque o cargo a que se candidatam assim o exija. Como o cargo não passa de mera decoração e praticamente nada representa, também não é relevante que quem o ocupe, represente algo politicamente válido.
É necessário que todos saibamos que em democracia temos sempre uma arma de protesto quando não concordamos e concretamente nos actos eleitorais também, é o voto em branco.




Flavius II
publicado por FlaviusII às 10:01
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds