.posts recentes

. Política de Rendimentos p...

. Política de Rendimentos p...

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. AGENDA SOCIAL

. Desemprego 2006

. O DESGOVERNO DA SEGURANÇA...

. OE 2007 - Assim não saímo...

. Contradições!

. INCOMPETÊNCIA

.arquivos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.Visitas
online
Sexta-feira, 19 de Maio de 2006
Boas Vidas!!! (Parte I)

Nem tudo vai mal nesta nossa República (Pelo menos para alguns)


Com as eleições legislativas de 20/Fevereiro, metade dos 230 deputados não foram eleitos. Os que saíram regressaram às suas anteriores actividades .


Sem, contudo saírem tristes ou cabisbaixos. Quando terminam as funções,


os deputados e governantes têm o direito, por Lei (deles) a um subsídio que dizem de reintegração :


- um mês de salário (3.449 euros) por cada seis meses de Assembleia ou governo.


Desta maneira um deputado que o tenha sido durante um ano recebe dois salários (6.898 euros). Se o tiver sido durante 10 anos, recebe vinte salários ( 68.980 euros).  Feitas as contas e os deputados que saíram, o Erário Público desembolsou mais de 2.500.000 euros.


No entanto, há ainda aqueles que têm direito a subvenções vitalícias ou pensões de  reforma ( mesmo que não tenham 60 anos). Estas são atribuídas aos titulares de cargos políticos com mais de 12 anos.


Entre os ilustres reformados do Parlamento encontramos figuras como:


Almeida Santos......................... 4.400, euros;


Medeiros Ferreira...................... 2.800, euros;


Manuela Aguiar......................... 2.800, euros;


Pedro Roseta............................ 2.800, euros;


Helena Roseta.......................... 2.800, euros;


Narana Coissoró ……………… 2.800, euros;


Álvaro Barreto........................... 3.500, euros;


Vieira de Castro........................ 2.800, euros;


Leonor Beleza ………………… 2.200, euros;


Isabel Castro............................ 2.200, euros;


José Leitão............................... 2.400, euros;


Artur Penedos........................... 1.800, euros;


Bagão Félix............................... 1.800, euros.


Quanto aos ilustres reintegrados, encontramos os seguintes:


Luís Filipe Pereira ….. 26.890, euros / 9 anos de serviço;


Sónia Fortuzinhos .......62.000, euros / 9 anos e meio de serviço;


Maria Santos ………... 62.000, euros /9 anos de Serviço ;


Paulo Pedroso ............ 48.000, euros / 7 anos e meio de serviço;


David Justino .............. 38.000, euros / 5 anos e meio de serviço;


Ana Benavente ……… 62.000 , euros / 9 anos de serviço;


Mª Carmo Romão …… 62.000, euros / 9 anos de serviço;


Luís Nobre Guedes .... 62.000, euros / 9 anos e meio de serviço.


 


A maioria dos outros deputados que não regressaram estiveram lá somente


na última legislatura, isto é, 3 anos, o suficiente para terem recebido cerca


de 20.000, euros cada .


 


É ESTA A CLASSE POLÍTICA QUE TEM A LATA DE PEDIR SACRIFÍCIOS


AOS PORTUGUESES PARA DEBELAR A CRISE..


 


MAS... HÁ MAIS !!!


APESAR de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, está já reformado. A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a 3.035 euros (608 contos), um valor bastante acima do seu vencimento como vereador.


A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado - técnico


superior de 1ª classe, segundo o «Diário da República» - apesar de as suas


habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio, equivalente ao actual 9º ano de escolaridade.


A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a ruptura da Segurança Social.


O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro. Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar 10 dos 12 anos como vereador a tempo inteiro.


Triplicar o salário. Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido de 4000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa do Estoril. O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato, iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses.


A acumulação de vencimentos foi autorizada pelo Governo mas, nos termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para 2000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao EXPRESSO Vasco Franco.


Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o bolo salarial do dirigente socialista reformado. A somar aos mais de 5000 euros da reforma e do lugar de administrador, Vasco Franco recebe ainda mais 900 euros de outra reforma, por ter sido ferido em combate (!?) em Moçambique já depois do 25 de Abril (????????), e cerca de 250 euros em senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro.


Contas feitas, o novo reformado triplicou o salário que auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel.


 


É BOM QUE TODOS SAIBAM  COMO SE GOVERNA QUEM NOS GOVERNA.


MAS HÁ MUITO MAIS...


 


(continua na proxima edição)


 


Flavius II

publicado por FlaviusII às 12:39
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Licas a 23 de Maio de 2006 às 10:18
Isto não acontece somente com os Deputados da República! Existem, na nossa terra, alguns administradores que enchem os bolsos com dinheiros públicos. Que moral tem esta gente? Olhem-se ao espelho antes de falar dos outros!

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds