.posts recentes

. Política de Rendimentos p...

. Política de Rendimentos p...

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. AGENDA SOCIAL

. Desemprego 2006

. O DESGOVERNO DA SEGURANÇA...

. OE 2007 - Assim não saímo...

. Contradições!

. INCOMPETÊNCIA

.arquivos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.Visitas
online
Sexta-feira, 1 de Julho de 2005
Assim reflictamos
Esta semana proponho-vos dois exercícios, um de reflexão e outro de agradecimento, porque passados que estão, 100 dias de cor rosa (PS), este pais mudou radicalmente e tudo agora parece encaminhado no sentido do desenvolvimento, prosperidade e paz social.

Assim, reflictamos:

Por várias vezes, em debates públicos ouvi do actual primeiro-ministro críticas violentas aos seus antecessores:
- Que era politicamente imoral um candidato a primeiro-ministro dizer em campanha que não aumentaria os impostos e depois desculpar-se com a situação para mudar de posição.
- Ser inadmissível "queixar-se" a Bruxelas do défice do país. Referia-se ao défice já verificado e não, como agora, a um défice hipotético.
Tendo criticado o aumento de impostos, principalmente o IVA considerando-o um erro para a economia portuguesa. Agora, não o é?
Considerou inaceitável e irresponsável aumentar a idade da reforma sem novos estudos que fundamentassem essa posição. Agora, tomou essa decisão sem realizar estudos.
Criticou violentamente o seu antecessor pelas nomeações que efectuava nomeadamente para o seu gabinete e a televisão noticiou esta semana, que acabou de nomear 17 secretarias para o seu gabinete. Deixo para vossa reflexão.
Deu como explicações para a sua mudança o aumento do défice de 5% para 6,82%. Mas não referiu que o aumento do previsível défice ( é que este valor de 6,82% é o valor do défice no final de 2005 caso o governo não governasse) reflecte as possíveis variações de redução do PIB.
António Vitorino foi contratado pelo serviço público de televisão para intervir, como comentador, todas as semanas. Perante isto ninguém disse nada.
Seguindo esta linha de raciocínio não é necessário falar de tantas outras promessas eleitorais que não foram cumpridas e dos constantes ataques aos direitos adquiridos dos trabalhadores.

O Presidente da República que disse, que iria estar especialmente vigilante quanto à continuidade das políticas do Governo anterior nos sectores estratégicos. Não será igualmente importante estar especialmente vigilante quanto à fidelidade do actual Governo às promessas eleitorais e que permitiram a significativa mudança política em Portugal?
Em presidências abertas nomeadamente uma sobre a saúde o Sr. Presidente disse que era inconstitucional e injusta a intenção de alterar as taxas moderadoras. Certamente, manterá, a mesma posição, apesar de ainda não o ter dito.


Com tudo isto o que faz o Presidente da Republica... Agora já não existe clima de agitação social (greves dos professores, policias, função publica) … A ministra da Educação ataca um dos direitos mais fundamentais dos trabalhadores, tem afirmações graves sobre o sistema Judicial e não se passa nada… Os polícias estão na rua … O exercito faz ameaças graves… Os economistas estão calados como ratos… O Ministro das Finanças comete erros na elaboração do Orçamento rectificativo ….

Querem maior embuste, que isto?


Bem, agora devemos agradecer;

Tudo isto não se ter passado no governo de Santana Lopes... A forma como a imprensa trata este governo... A paz social vivida actualmente… A paragem no encerramento das fábricas… A diminuição do desemprego… O aumento das exportações…A melhoria notada na saúde… A qualidade sentida no ensino…. O que depois de tudo isto é certo, se o PS não tem ganho e ainda por cima com maioria, não teríamos o Benfica Campeão, o estado do país não estaria tão bom, a seca teria se agravado, os incêndios teriam devastado o país, a moral dos portugueses não estava tão elevada,... . Obrigado PS por tudo isto … .



O que acima é recordado constitui uma pequena ilustração da mudança ocorrida em Portugal, nos últimos meses. Mudança de opiniões, de critérios, de atitudes.
Engana-se quem pensa que isto só se verificou na politica nacional, porque na politica local o PS “Claro” até quer começar tudo de novo, mas com a mesma equipe obsoleta sem atitude e sem ideias. Se não vejamos:

Alguém sabe quem são e o que fazem os actuais vereadores do PS? Qual a sua atitude nas reuniões de Câmara? Limitam-se a votar contra qualquer proposta apresentada pelo actual executivo, sem que para isso a estudem e apresentem alternativas. Quem duvidar, é só consultar as actas dessas reuniões, e até ver qual a atitude publica desses mesmos vereadores.
Alem, de apontar à actual Câmara, através de faixas aquilo que não fez, não informa este povo de quais os seus projectos e as suas ideias para as diferentes situações.
Depois de tantos fóruns realizados, assistidos por alguns poucos filiados e conduzidos por pessoas as quais pouco valor se reconhece para falar dos temas abordados, quais as suas conclusões e qual o beneficio que ira trazer para estas gentes.
Do resultado saído das últimas eleições o distrito a nível de cor de deputados à Assembleia da Republica mudou, deixou de ser 3 deputados PSD e 2 PS para ser o contrário 3 PS um dos quais é Flaviense e 2 PSD.
Pergunto eu, estes deputados da actual maioria não deveriam ser um grupo de pressão junto do governo central, como acontecia no passado?
A nossa deputada (Flaviense) eleita, não deveria colocar-se ao lado do executivo municipal e exercer influência (se é que tem) junto do governo central na defesa dos interesses da nossa terra? Alguém conhece, (que não seja filiado no seu partido) quais são os seus interesses regionais e linhas orientadoras (que não seja o seguidismo partidário) que esta deputada defende?

Deixo-vos todas estas reflexões e questões quer da política nacional, quer da política local, para que possam avaliar quem faz da desorientação política o seu modo de vida e pelo contrário, quem através de uma atitude planeada e consertada tenta encaminhar os destinos quer deste país quer deste município.
Eu sei que aquilo que nos toca mais directamente é a nossa terra e por isso vos digo para olharem para o actual executivo municipal e verem a revolução (no bom sentido ) que está a decorrer, em obras e em novos projectos que certamente a muito curto prazo potenciarão uma melhor qualidade de vida, neste nosso Burgo.



publicado por FlaviusII às 12:43
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De toma l que j bebes a 7 de Julho de 2005 às 00:28
Reflectes muito, mas só sai mentira e deboche. És uma mrdea a como relector. Se forem assim mediocres todos os da tua seita está o concelho fdoido.
De S.JOO.BAPTISTA a 1 de Julho de 2005 às 21:16
BOA MEU RAPAZ(FLAVIUS 2)CONTINUA ASSIM QUE VAIS SER PROMOVIDO. O SR. PRESIDENTE DA CÂMARA NÃO SE ESQUECERÁ DE TI E DOS TEUS, MAS OLHA NÃO FAÇAS REFERÊNCIA NO TEU BLOG À PEDREIRA DAS FREIRAS,À PEDREIRA DAS tERMAS, À PEDREIRA DO aRRABALDE, AO PARQUE SUBTERRÂNEO DA LAPA, À ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE, À RUA DO rAIO x, À MURALHA, AO TÚNEL DO MONUMENTO, Á GESTÃO CORRUPTA DAS EMPRESAS MUNICIPAIS, AO PROJECTO MEGALOMANO DA FUNDAÇÃO NADIR AFONSO,AOS NOVOS CONTRATADOS PARA A CÂMARA MUNICIPAL TODOS POR TRÁFICO DE INFLUÊNCIA, ÁS NEGOCIATAS DO NEVES,DO FELIZ, DO PENAS, DO MARTELO, DO ARQUITECTO, DA CAMPOS E DAS FILHAS.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds