.posts recentes

. Política de Rendimentos p...

. Política de Rendimentos p...

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. AGENDA SOCIAL

. Desemprego 2006

. O DESGOVERNO DA SEGURANÇA...

. OE 2007 - Assim não saímo...

. Contradições!

. INCOMPETÊNCIA

.arquivos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.Visitas
online
Sexta-feira, 16 de Setembro de 2005
Dilemas e Curiosidades!!!!
Agora que nos aproximamos dos derradeiros momentos que antecedem as Eleições Autárquicas, o Governo Central composto pelos “Boys” do Partido Socialista encontra-se num verdadeiro dilema que consiste em tornar compatível a (des)governação com o acto eleitoral que se avizinha.
Se por um lado o Governo e seus “Boys” devem tomar medidas para resolver os problemas reais do país, tais como, a escalada do preço do petróleo, o aumento da dívida externa, a competitividade da nossa economia, as ameaças concorrênciais, o investimento público, etc…, por outro encontra-se com o problema das Eleições Autárquicas e, a já quase anunciada, derrota eleitoral. Como forma de tentar resolver este dilema, procura então, utilizar a estratégia do silêncio voluntário e coercivo. Voluntário, quando numa tentativa de não meter mais o “pé na poça” e agravar o estado da nação, não fala de nada, não vê nada e não sabe de nada e como exemplo disso, alguém se lembra de alguma medida relevante anunciada desde a tomada de posse e que tenha relançado a nossa economia? A poucos dias da apresentação do Orçamento de Estado para o próximo ano, já alguém ouviu falar dele? Ninguém, pois os cortes orçamentais que se prevêem e, diga-se impostos pela União Europeia, podem vir a tirar votos.
Coercivo porque, como se tem visto nos últimos dias o direito à indignação, já não existe, atente-se na concentração dos militares proíbida pelo Governo. Provávelmente o deficit democrático está em fase de transferência da Madeira para o Continente. O silenciamento dos órgãos de comunicação, dos sindicatos nomeadamente dos professores e função pública, que em anteriores períodos de campanha eleitoral se manifestavam de forma efusiva contra o poder, onde estão agora?
Assim, vai o nosso país com um estado dentro do estado, demonstrando a sua ingovernabilidade, a qual se vai acentuando cada vez mais. Mas, nós como bons portugueses que somos, ver “a casa do vizinho a arder” não nos interessa, importante é aquilo que se vai passando por cá, no nosso burgo.
Bem, por cá!!!.... agora que começou a contagem decrescente, aquilo que finalmente nos foi dado a conhecer de mais relevante no aspecto político, foi a publicação oficial e pública das listas, com os candidatos dos vários partidos, ao poder local.
Se dos quatro partidos concorrentes, depois de ver as várias listas publicadas, dois não merecem qualquer comentário quer pela sua pouca expressividade, pela fraca capacidade dos seus candidatos e pelos poucos órgãos a que concorrem, os restantes sim, merecem um olhar atento, tanto mais que concorrem com listas próprias em todos os órgãos.
Depois de analisadas as listas de candidatos do PSD, pode-se afirmar que o partido e seus dirigentes, tiveram a preocupação de apostar na continuidade (“equipa que ganha não se altera”). Dos cerca de 900 (em números redondos) candidatos integrantes, são todos residentes no concelho e praticamente ( à excepção de um ou dois) não se repetem por varias listas.
Aquando da análise das listas do PS, algumas curiosidades ressaltam em relação à composição e organização das mesmas. De entre elas pode-se salientar as seguintes:
- O PS local parece organizar-se baseado nos super candidatos, se assim não for como se explica a ocupação de tantos lugares por parte destes senhores(a). O Sr. Dr. Luís Fontes, candidato número 3 à Câmara, número 6 à freguesia de Sta. Cruz e número 16 à Assembleia Municipal. O Sr. Dr. Francisco Melo é candidato número 6 à Assembleia Municipal e número 4 à freguesia de Sta. Cruz. A Dr.(a) Brigite Gonçalves ( curiosamente, quem é esta senhora, o que faz, de onde veio, alguém conhece? O que fez de relevante, provávelmente candidata mistério) candidata número 6 à Câmara, número 4 à freguesia de Sta. Maria Maior e número 14 à Assembleia Municipal. O Professor Anselmo Martins é candidato número 1 à freguesia da Madalena e número 7 à Assembleia Municipal. Estarão eles(a) a tentar simplesmente iludir a população, pois toda a gente sabe que se forem eleitos nos cargos todos a que são candidatos, não iram ocupar esses lugares, ou procuram outra coisa? Talvez encher listas, ou garantir sempre em caso de vitória e derrota qualquer (tacho) lugar, num qualquer cargo.
- As listas do PS que com todas as repetições, apresenta um número bem menor de candidatos que o seu concorrente PSD e ainda incluiu um número significativos de pessoas que não residem no concelho e também muitos filhos dos dirigentes e notáveis do partido.
Decididamente, a capacidade de mobilização do PS é muito fraca, poucos são aqueles que não devem favores ao seu líder e estão na disposição de dar a cara por ele, nota-se perfeitamente a incapacidade de atrair para as suas fileiras, gente capaz e com provas dadas. É com estes candidatos que o PS local à semelhança do seu líder nacional, vem ludibriar e mentir aos eleitores quando afirma nos seus cartazes que “vai criar mais lares” (quantos criou nos seus mandatos? Zero); “ vai criar 1000 postos de trabalho” ( como? Porque nos seus mandatos a taxa de desemprego local, foi das mais altas do país? Ainda se lembram dos 150.000 do Eng. Sócrates?); “baixar os impostos sobre os imóveis” (alguém acredita? Não foi o seu líder que, na anterior campanha prometeu baixar os impostos e agora anda por aí a aumentá-los todos). “Claro” esse senhor provávelmente irá cumprir estas promessas (como o líder do seu partido, cumpriu quando alterou a idade da reforma e congelou a progressão na carreira dos funcionários) basta para tal, ver a expressão de assustado com que ficou na fotografia impressa nos cartazes.
publicado por FlaviusII às 10:07
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De oa a 16 de Setembro de 2005 às 12:14
O Aguiarense

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds