.posts recentes

. Política de Rendimentos p...

. Política de Rendimentos p...

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. A CRISE SOCIAL NO NORTE

. AGENDA SOCIAL

. Desemprego 2006

. O DESGOVERNO DA SEGURANÇA...

. OE 2007 - Assim não saímo...

. Contradições!

. INCOMPETÊNCIA

.arquivos

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.Visitas
online
Sexta-feira, 30 de Setembro de 2005
Aves migratórias!
Chegou a altura das últimas aves migratórias nos abandonarem. Uma das suas particularidades antes da partida é juntarem-se em bandos, para assim se deslocarem para outras paragens mais atractivas. Já não temos andorinhas e os estorninhos já constituirão os seus bandos e devem partir, ainda esta semana. Outra espécie, talvez a derradeira deste verão, acabou de reunir o seu bando no jardim público, pela quarta ou quinta vez, no último domingo e está prestes a partir, com passagem marcada para dia 10 de Outubro. Este bando, reúne algumas particularidades específicas, pois são poucos, os seus voos são muito baixos, têm falta de visão, vivem em desorganização, querem regressar ao passado e pautam-se por uma liderança ausente.
Na reunião do passado domingo, com o bando substancialmente reduzido, teve lugar o desfile dos passarinhos que a troco da angariação de alguns votos, obtidos sabe-se lá como e apressadamente, após a tomada de posse do pássaro, Eng. ex-ambientalista, ocuparam os poleiros mais bem remunerados cá do sítio. Era bom para todos, que nos seus cartazes de campanha, agora em terceira versão, colocassem o nome e os vencimentos dos poleiros para os quais já partiram. A saber, Centro de Emprego e Formação Profissional, Centro de Formação, Águas de Trás-os-Montes, Sub Delegado Regional do IEFP, etc.. Dizem as más chilreadas que por aí andam, que os vencimentos destes todos somados, dão para pagar o ordenado de 50 funcionários do município, e mais, qualquer um, ganha um ordenado superior ao de Presidente da Câmara, sendo que um deles, talvez o mais velho, ganha três vezes o ordenado do Presidente da Câmara, isto, mais as regalias extras. Alguém sabe ou se lembra dos concursos públicos para estes lugares? È que eles foram sempre um cavalo de batalha, deste bando, que se afirma como moralista e, pelos vistos a sua moralidade é muito fraca, pois já anda a distribuir lugares e, ainda não ganhou a Câmara. Imaginem o que seria se a ganhasse!!! Uma outra frase que irá constar do cartazes é a seguinte “ O nosso bando tinha seis passarinhos (extra funcionários da câmara) no gabinete de apoio à presidência; eles têm actualmente dois” e continuam, “seis é pouco, pensamos abrir concurso público para mais três”.
O passarito pseudo líder do bando, diga-se a este respeito que poucos são os que o reconhecem como tal, pois é um perdedor nato, nunca ganhou uma eleição, antes pelo contrário, numa manobra orquestrada por ele e pelo pássaro-mor cá do bando, passou imoralmente de subalterno para presidente, sem que para tal, o povo o tenha legitimado, como se veio e se vai novamente comprovar, discursou finalmente perante os seus subalternos. No seu discurso de despedida, poucos foram aqueles que o ouviram, com tanta mentira, demagogia e sede de vingança, lá ia dizendo alguma coisita pouca que sabia ou podia. Como as capacidades são poucas, teve de recorrer ao seu papel do passado e centrar a sua fraca oratória no tema “ mãos à obra “.
Então, com cara de poucos amigos, provavelmente não os deve ter, e como quem antecipa a derrota, coisa a que esta habituado, dizia, “ pássaros, passarinhos e pássaras do meu bando … vamos colocar mãos à obra, pois temos que … abrir mais buracos como o das freiras … acabar com o desenvolvimento do concelho, trazendo para cá as naves, as industrias falidas de têxteis e calçado, como o pássaro-mor prometeu à uns anos atrás … mandar a PSP embora da cidade como fizemos com a PJ … dar mais dez anos para que a UTAD construa as suas instalações … construir outra ponte no rio Tâmega e demorar oito anos a concluir as suas ligações … colocar nas rotundas todas, novas estatuas iguais aquelas que ninguém sabe o preço … … … E AGORA SIM, como eu sozinho não consigo fazer isto vou dar 1000 poleiros, desculpem enganei-me, queria dizer empregos, ouviram bem, 1000 empregos, não 1000 postos de trabalho, pois eu sei que vocês não são pássaros de trabalho e tanto mais que para trabalhar não estamos cá nós. Para atingir esta quota que nos foi atribuída pelo pássaro Eng. ex-ambientalista e, por acaso foi pequena, Bragança teve direito a 5000, pretendo, vingar-me e correr com todos aqueles funcionários da câmara e de outras instituições que me fizeram oposição … como forma de ajudar os mais pobres, vou baixar os impostos sobre os imóveis, assim permito que com o que poupam possam comprar mais medicamentos e outros bens de primeira necessidade …. Como no passado nas freguesias, não consegui fazer nada, vou agora criar umas gaiolas para que os pássaros idosos pertencentes ao meu bando possam passar os dias … quando eu saí, poucas eram as freguesias que tinham abastecimento de água e saneamento, pretendo agora concluir as poucas que faltam … enfim, depois de tudo o que foi dito e para terminar, prometo, que se restar mais alguma coisa, com todos estes que me estão aqui a acompanhar nesta pequena árvore e que por acaso cabemos numa fotografia, mais alguns que estão espalhados pelas freguesias, acabaremos por destruí-la e assim reinar sozinhos e eternamente.”
Provavelmente este bando de aves, como tantas outras, deve regressar lá para a primavera com um novo líder e uma nova organização, sempre e quando se consigam reagrupar e o fantasma deste não paire sob as suas cabeças. O mesmo não devera acontecer com outras duas espécies que estão em vias de extinção e, como tal, a sua reorganização será mais difícil.
Gostaria de lançar um desafio ao prezado leitor deste artigo. Quais as espécies de aves aqui citadas? Alguém conhece? Que valores morais apregoam?


Flavius II
publicado por FlaviusII às 09:45
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De ze a 2 de Outubro de 2005 às 23:22
Ora que pergunta tão fácil!!!
este tipo de aves é obvio que se chamam: aves de rapina, morcegos, avestruzes, burros, recos, etc.
De António Carvalho a 13 de Dezembro de 2009 às 02:40
São aves degeneradas de uma espécie que já existiam na Roma antiga. Esta nova estirpe apresenta plumagem diferente, tem uma resistência incrível aos diversos climas e mostra-se quase imune aos caçadores que denunciam novas capacidades necrófitas que adquiriram com o tempo. Modificaram o piar para um som melodioso que engana os incautos. Se se vêem atacadas defendem-se solidariamente. São exímias em negar provas de genocidios sociais que patrocinam. São muito mais inteligentes do que aqueloutras da Antiguidade: criaram um sistema que defende a sua existência e corrobora os seus actos em prol desse sistema. Têem uma forma de reprodução única não sexual. No Egipto seriam consideradas a 8.ª praga.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
31
.links
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds